Notícias e informações relevantes para os moradores da região noroeste da cidade de São Paulo

Após 100 dias no cargo, Doria promete portas automáticas na CPTM e retomada de obras da Linha 6 do Metrô

Em entrevista ao Bom Dia SP, tucano disse que pretende comprar novos trens para diminuir problemas técnicos

João Doria concede entrevista ao Bom Dia SP. Foto: Reprodução/ TV Globo

Publicado às 10h40

G1 São Paulo

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), disse em entrevista ao Bom Dia SP que irá retomar, ainda neste ano, as obras das linhas 6-Laranja e 15-Prata do Metrô. Nesta quarta-feira (10), o tucano completa 100 dias à frente do Executivo do estado.

Durante a entrevista, Doria acrescentou que irá investir na Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), fonte diária de reclamações de passageiros principalmente pelo tempo entre as composições, superlotação e panes.

“Portas automáticas nas estações, transparentes, de vidro, começarão a ser instaladas”, disse. Segundo ele, em dois anos todas as estações de trem terão essas portas nas plataformas. “A implantação vai ajudar a disciplinar melhor as circunstâncias de embarque e desembarque.”

Para diminuir problemas técnicos, ele disse que pretende comprar novos trens. “Trens antigos precisam ser substituídos. Queremos fornecer ar condicionado, acessibilidade, Wi-Fi, tomadas que possam carregar os celulares e trens que não quebrem. Uma parte já foi comprada.”

Segurança Pública

Doria também falou sobre segurança pública, um dos temas de maior foco de sua gestão. O governador destacou a queda dos índices de violência monitorados pela Secretaria de Segurança Pública.

“Nós melhoramos em todos os índices de segurança em São Paulo. Inclusive, a sensação de segurança hoje já é melhor em todo estado. Cada ação ‘São Paulo mais Segura’ tem colocado em média 22 mil policiais nas ruas. Em cada ação, são 200, 300 presos”, disse.

Levantamento do G1 e GloboNews mostra, no entanto, que houve aumento dos feminicídios no período citado por Doria.

Embora seu discurso de endurecimento da polícia tenha sido questionado, o governador voltou a elogiar a ação que terminou com a morte de 11 suspeitos em Guararema, na qual os agentes foram homenageados.

“Foi dentro do protocolo da polícia, uso progressivo da força e agiram corretamente. Aliás, na defesa das suas vidas e na defesa das vidas das pessoas de bem. Tendo havido reação à bala dos bandidos quem foi para o cemitério foram os bandidos”, disse.

Educação

Questionado sobre as escolas estaduais que estão com problemas de infraestrutura como falta de luz, Doria prometeu que melhorias serão feitas até o fim deste ano.

“São 5.300 [no total]. 2,1 mil até o final do ano estarão sendo recuperadas, pintadas e colocadas em condições físicas adequadas para alunos e professores. As demais, no ano que vem. Estamos comprando novos equipamentos de informática para digitalizar todas as escolas, permitindo que os alunos do ensino médio e do ensino fundamental possam ter o exercício do aprendizado com tecnologia”, afirmou.

Sem cortes na cultura

Após voltar atrás na polêmica envolvendo os cortes anunciados no Projeto Guri, Doria afirmou novamente que nenhum programa da área de cultura será afetado pelo contingenciamento de verbas do estado.

“Não vai haver nenhuma redução de investimento na área de cultura. Cultura e educação é a formação de um povo. E a nossa decisão foi comunicar ao secretário da Fazenda e Planejamento quer nenhum corte será feito nesse setor. Assim como na área de educação, saúde e segurança pública”, disse.

Doria também afirmou que o programa de desestatização vai ajudar o estado a sanar o déficit de R$ 10 bilhões que o governador diz ter herdado da gestão anterior.

“O que vamos fazer? Primeiro enxugar despesas. Dois, acelerar o programa de desestatização para permitir que despesas que hoje são vinculadas ao estado passem a ser de responsabilidade do setor privado. E a entrada de recursos em caixa através da desoneração e também dos valores que serão arrecadados nos leilões”, afirmou.

Deixe uma mensagem

Seu e-mail não será publicado.