Notícias e informações relevantes para os moradores da região noroeste da cidade de São Paulo

Bruno Covas inaugura espaço de coworking em Taipas

Secretária Aline Cardoso, uma das responsáveis pelo projeto, se emociona ao falar da empreitada

Foto: Gabriel Cabral/Folha Noroeste

Publicado às 12h

Por Gabriel Cabral

O prefeito Bruno Covas (PSDB) esteve na manhã da última quarta-feira, 22, na Biblioteca Municipal Érico Veríssimo, em Taipas, para inaugurar o primeiro espaço público de coworking da Prefeitura de SP. O projeto chama-se Teia e foi desenvolvido pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Trabalho (SMDET), comandada por Aline Cardoso (também do PSDB).

“É importante organizar a casa e cuidar bem do dinheiro público para poder fazer obras como essa, que garantem ao pessoal da periferia ter as mesmas condições de disputa do que o pessoal da Berrini, do centro e da Avenida Paulista”, disse o prefeito. “Precisamos ajudar as pessoas a empreenderem e se desenvolverem, criando espaços, capacitação, ajudando a saberem regras e leis. É dessa forma que São Paulo continuará se desenvolvendo”, afirmou.

Também estiveram presentes grande parte do secretariado da atual prefeitura, como Daniel Annenberg (Secretaria de Inovação e Tecnologia), Alê Youssef (Cultura), João Jorge (Casa Civil) e Berenice Gianella (Direitos Humanos e Cidadania). Entre os subprefeitos presentes, Edson Brasil, de Pirituba/Jaraguá, e Luciana Torralles, de Perus. Para representar o legislativo paulistano, os vereadores Paulo Frange (PTB) e Claudinho (PSDB). Também comemoraram a inauguração Patrícia Muniz Marçal, gestora da biblioteca Érico Veríssimo, Frederico Celentano, presidente da Ade Sampa, Manuel Marcelo Muniz, gerente comunitário do Teia e outros.

Para administrar o Teia, a Ade Sampa lançou um edital para a contratação de uma organização de base territorial. O vencedor do edital foi o Movimento Eco-Cultural, que ficará a frente da gestão do espaço pelo período de 12 meses, além de desenvolver um cronograma de atividades abertas ao público.

Alince Cardoso se emociona ao falar do projeto e de sua equipe na SMDET. Foto: Gabriel Cabral/Folha Noroeste

Missão

“Quando resolvi entrar na vida pública, especialmente quando fui nomeada secretária de Desenvolvimento e Trabalho, me dei uma missão: quero levar impacto para a vida das pessoas, quero chegar em quem precisa e levar o que eles precisam para a vida deles melhorarem”, explica a secretária Aline Cardoso, uma das responsáveis pela criação do projeto. “O Teia chega onde as pessoas moram. Ele está cravado em uma Cohab, onde literalmente as pessoas estão”.

Atualmente, o Brasil conta com 1.194 espaços de coworking, sendo 273 na cidade de São Paulo. Já o estado de São Paulo conta com mais de 3.600 startups. 70% destas empresas estão na capital.

A tucana também analisa os problemas causados pela desigualdade quando o assunto é negócios e empreendedorismo. “Embora São Paulo seja uma cidade muito rica, ela tem muitas diferenças e desigualdades. Os coworkings e as redes de startups estão concentradas em um quadrilátero central da cidade (Faria Lima, Paulista, Berrini, Jardins), e os talentos, as pessoas que tem futuro e possibilidades de empreender com ideias maravilhosas não estão necessariamente lá”, disse. Para a secretária, o “quadrilátero” não é acessível para todos por diversas questões, entre elas distância e transporte. “Trazer todo conhecimento, rede e oportunidades para um lugar como esse é transformar e impactar vidas. Então, para mim, é uma espécie de realização de uma missão, um sonho, de um desejo de fazer a diferença”, finalizou.

Apesar da inauguração oficial, o espaço já funciona há um mês, como forma de teste. “É impressionante o resultado que já tivemos. Fizemos um curso chamado ‘Fábrica de Negócios’, para transformar ideias em empreendimento, e a turma estourou. Tínhamos 25 vagas e tivemos 31 participantes”, comemora Aline, que se emociona ao falar do projeto e de sua equipe na SMDET.

Cultura

“Este é um momento muito especial, porque ele traz uma mistura multidisciplinar dentro da Biblioteca Érico Veríssimo. Por um lado, temos a valorização da criatividade em um momento de necessidade, de vocação para a iniciativa criativa e a cultura da cidade, e o coworking pode funcionar como um local para descoberta de novas ideias e projetos, fomentar o espírito criativo da região”, disse o secretário Alê Yousseff. “É legal este projeto de abrir para a comunidade a possibilidade de desenvolver o espírito criativo e o que gira em torno disso. É ótimo também misturar projetos diferentes em um equipamento cultural como uma biblioteca, porque, assim como o Teia, os saraus e as aulas de música que acontecem aqui, os projetos multiculturais acabam ajudando na finalidade maior de uma biblioteca, que é a difusão literária”, contou.

O secretário também revelou que a Biblioteca Municipal Érico Veríssimo está entre as dez mais frequentadas da cidade e, igualmente, está entre as dez que mais realizam empréstimos de livros todo mês.

Alê Yousseff conhece espaço da Biblioteca Municipal Érico Veríssimo. Foto: Gabriel Cabral/Folha Noroeste

Ações da subprefeitura pelo bairro

Edson Brasil, subprefeito de Pirituba/Jaraguá, deseja que mais espaços como o Teia cheguem à região. “Estamos aqui desde a semana passada para fazer o melhor possível pela região e vamos continuar aqui, inclusive trazendo eventos culturais e o que for necessário para trazer mais diversão e cultura para as pessoas”, disse. Para os próximos meses, o subprefeito, que já foi chefe de gabinete de Covas, afirmou que trará mais novidades para Taipas. Ele também planeja uma boa festa de fim de ano junto à população do bairro, além de uma outra  – praticamente já confirmada – que ocorrerá em outubro.

Deixe uma mensagem

Seu e-mail não será publicado.