Notícias e informações relevantes para os moradores da região noroeste da cidade de São Paulo

Chão de estacionamento cede e caminhão cai sobre academia na Avenida do Anastácio, no Parque São Domingos

Veículo ia fazer descarregamento de mercadoria em supermercado quando laje caiu. Ninguém se feriu. Dono de academia diz que alertou sobre risco a gerente de mercado

Laje cede e caminhão cai sobre academia na Zona Norte de São Paulo na madrugada desta quinta-feira (14). Foto: Reprodução/TV Globo

Publicado às 9h15

G1 São Paulo

O chão de um estacionamento cedeu e um caminhão caiu sobre uma academia na madrugada desta quinta-feira (14) na Zona Norte de São Paulo. Ninguém ficou ferido.

O acidente foi na Avenida Anastácio, no Parque São Domingos. O caminhão estacionou sobre uma laje para descarregar mercadorias do supermercado, mas o chão não suportou o peso. Às 6h, o veículo permanecia no local e não se sabia ainda como ele seria retirado.

De acordo com a Defesa Civil, o motorista não sabia que o local onde parou é uma laje e nem que há uma academia embaixo. O veículo pesa cerca de 10 toneladas, e a mercadoria tinha cerca de 9 toneladas.

Técnicos da Defesa Civil da região de Pirituba ainda vão fazer uma avaliação técnica no lugar. A área foi isolada para evitar que as pessoas se aproximem, mas, segundo a Defesa Civil, não há risco para os vizinhos.

Para fazer a retirada do caminhão do local, segundo a Eletropaulo, será necessário desligar a energia da rua e retirar os fios de um dos postes.

Foto: Reprodução/E-mail dos Leitores

Gravação e alerta

O empresário Vitor Alves, dono da academia que fica embaixo do estacionamento, diz que gravou um vídeo e alertou o gerente da unidade do mercado, da rede Pão de Açúcar, e a imobiliária, sobre o risco de desabamento por conta do excesso de peso. O aviso foi feito no final de janeiro.

“Alertei o gerente regional sobre os caminhões estacionando, para mim, de forma indevida em uma parte estrutural do prédio, e sensível. Pedi que alertassem o pessoal que faz o transporte, só que infelizmente não foi a tempo. Fiz o alerta no dia 30 e 31 de janeiro. Já havia um desconforto com relação a segurança dos meus alunos e funcionários”.

Alves estima um prejuízo de R$ 80 mil com a destruição dos equipamentos da academia que foram atingidos pelo caminhão.

Deixe uma mensagem

Seu e-mail não será publicado.