Notícias e informações relevantes para os moradores da região noroeste da cidade de São Paulo

Eliseu Gabriel e secretário João Cury participam do lançamento dos Planos Regionais de Educação

As metas definidas para as 13 Diretorias Regionais de Educação (DRE) foram construídas em conjunto com a comunidade escolar, com o Fórum Municipal de Educação e o Conselho de Representantes dos Conselhos (CRECEs)

Secretário João Cury e o vereador Eliseu Gabriel. Foto: Divulgação

Publicado às 12h50

Na noite da última quarta-feira, 5, o secretário municipal de Educação (SME) esteve na Câmara Municipal de São Paulo para o lançamento dos Planos Regionais de Educação. Ao seu lado, o vereador Eliseu Gabriel, presidente da Comissão de Educação, e um dos principais envolvidos no Plano Municipal de Educação, aprovado em 2015, após oito anos de discussão realizada com toda a sociedade.

As metas definidas para as 13 Diretorias Regionais de Educação (DRE) foram construídas em conjunto com a comunidade escolar, com o Fórum Municipal de Educação e o Conselho de Representantes dos Conselhos (CRECEs), também presentes nessa noite. Essas necessidades surgiram a partir da Meta 13 do Plano Municipal de Educação (PME), que trata da construção participativa dos Planos Regionais de Educação.

Eliseu Gabriel teve participação intensa na elaboração e aprovação do PME na cidade de São Paulo e agora comemora a implantação, de fato, dessa importante conquista para a educação da Cidade. “A Meta 13 visa reduzir as desigualdades e promover a melhoria na qualidade do atendimento à população da cidade de São Paulo, na perspectiva de criarmos ações de parcerias e cooperações, favorecendo, ainda, a integração e a articulação das políticas educacionais de cada região da cidade”, disse.

A DRE Pirituba (Subprefeituras Lapa, Perus, Pirituba-Jaraguá) possui 815 mil habitantes, território rico, muito maior que muitas grandes cidades do Estado. Quando olhamos para a Educação, nos reparamos com 352 equipamentos da Prefeitura que atendem 94 mil estudantes. Segundo demonstrativo apresentado pela SME, a região tem forte demanda na faixa de 6 a 14 anos. Mas, são alguns desafios: atendimento de 0 a 3 anos; articulação com as demais secretarias para atender a demanda escolar, transparência e participação efetiva da comunidade escolar, grêmios, conselhos de escola e efetiva participação do CRECE.

Deixe uma mensagem

Seu e-mail não será publicado.