Notícias e informações relevantes para os moradores da região noroeste da cidade de São Paulo

Fechamento de posto de atendimento para passageiros e ciclofaixa apagada em Pirituba

Leitora reclama de situação da faixa exclusiva para bicicletas da Avenida Elísio Cordeiro de Siqueira

Foto: Reprodução/Google Street View

Publicado às 13h

Tenho algumas reclamações. Na avenida Elísio Cordeiro de Siqueira a tinta da faixa de ciclovia está quase imperceptível e o asfalto desta mesma via em péssimas condições.  Por que ninguém toma providência? Também reclamo sobre os postos da Santa Brígida de São Paulo que foram fechados e facilitavam muito a resolução de problemas relacionados ao transporte e locomoção. Com o fechamento, somos obrigados a nos locomover para mais longe e esperar muito tempo no desconforto das filas. Qual o motivo dessa impensada decisão? Quem pode resolver isso? Aguardo respostas do órgão e dos profissionais responsáveis por essa decisão que afetou negativamente a população de São Paulo e espero que os postos reabram. O posto que fechou está localizado na Rua Joaquim Oliveira Freitas, ao lado do estacionamento de ônibus da Santa Brígida. Lá a população da Vila Mangalot, Jd. Santo Elias e Vila Jaguara carregava bilhetes, tirava dúvidas e resolvia problema sobre seus bilhetes. Agora, todos são obrigados a se locomoverem para os terminais Pirituba ou Lapa e enfrentar grandes filas. Esta decisão da(s) autoridade(s) responsável(is) prejudicou muito a população destes bairros e de todos os outros de São Paulo. Sugiro que este posto e todos os outros sejam abertos. Peço que este jornal convide os leitores a fazer cobranças nos telefones de ouvidoria da SPTrans, número das prefeituras regionais ou 156 da Prefeitura de São Paulo. O importante é haver muitas reclamações.

Lilian Sampaio

RESPOSTA

Assessoria de Imprensa CET

A Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes apresentará nesse mês de junho o novo plano cicloviário da cidade de São Paulo. No início do ano foi criado um grupo de trabalho para avaliar as condições de toda a malha cicloviária existente, com o objetivo de sempre buscar a melhor utilidade das ciclovias, corrigir falhas, garantir a conectividade com os meios de transportes coletivos e a segurança dos ciclistas.

Assessoria de Imprensa SPUrbanuss

Sobre a reclamação da leitora Lilian Sampaio, o SPUrbanuss – Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo urbano de Passageiros de São Paulo informa que a recarga do Bilhete Único pode ser feita na loja virtual, lojas físicas, postos de venda e atendimento, pontos de venda de créditos e por meio de aplicativos. A recarga do Bilhete Único também pode ser feita em farmácias, casas lotéricas, bancas de jornal, padarias e bares. Em 2015, com a pulverização da rede de comercialização, foram desativados os pontos de atendimento nas garagens das empresas de transporte coletivo.

Deixe uma mensagem

Seu e-mail não será publicado.