Notícias e informações relevantes para os moradores da região noroeste da cidade de São Paulo

IFSP Pirituba realiza curso para a Olimpíada de Matemática

Oito alunos do campus receberam menção honrosa este ano

Alunos e professor comemoram avanços em entrevista à Folha Noroeste. Foto: Lucas Charnyai

Publicado às 12h50

Por Cristina Braga

Organizada pelo Instituto de Matemática Pura e Aplicada (IMPA) – ligado ao MEC -, a 14ª edição da Olimpíada Brasileira de Matemática de Escolas Públicas (OBMEP) rendeu bons frutos este ano ao Instituto Federal de São Paulo (IFSP) – Campus Pirituba. Dividida em duas fases, a competição selecionou inicialmente 154 alunos no mês de junho. Já na segunda etapa, realizada em setembro, oito dos 12 estudantes de Ensino Médio receberam
menção honrosa. São eles: Gabriela Costa Arent, Gabriela Alves dos Santos, Vitor de Lima Souza, Pedro dos Santos Silva, Wesley Vitor Mendonça, Letícia Cavalcanti, Mariana de Oliveira Silva e Guilherme Nathan Frias, todos com 16 anos. A prova foi realizada na Escola Estadual Cândido Gonçalves Gomide, em Pirituba. Dezoito milhões de alunos de todo o Brasil se inscreveram para a primeira fase da Olimpíada. Desse total, apenas 950 mil participaram da segunda etapa.

Curso preparatório

Em fevereiro de 2019, o Instituto Federal de Pirituba abrirá edital para o curso preparatório voltado à Olimpíada, tanto para alunos do campus como de outras escolas públicas da região. As aulas começarão na segunda quinzena, com duração de seis meses, e serão abertas aos alunos do nível três do Ensino Médio.

Alunos dão entrevista à repórter Cristina Braga, da Folha Noroeste. Foto: Lucas Charnyai

Segundo Oertes Alves de Souza, professor de Matemática do IFSP, as aulas preparatórias ocorrerão às quintas-feiras, no período da tarde, para quem estuda pela manhã, e às terças pela manhã, para aqueles que estudam
à tarde. “Serão abertas 25 vagas, sendo 15 para alunos do Campus Pirituba e dez para a comunidade externa”, explica. Mais de 99% dos municípios brasileiros são contemplados com o exame, que é composto, na primeira
fase, de 20 questões de múltipla escolha; e na segunda, de seis questões dissertativas. Geometria, probabilidade, funções e problemas de raciocínio lógico caem na prova.

Para a aluna do Campus Pirituba, Gabriela Arent, apesar das mulheres serem mais ligadas à área de Humanas, “tivemos quatro meninas nessa última Olimpíada, o que mostra nosso protagonismo”. Já Pedro dos Santos
Silva analisa que a Matemática é fundamental na área da Computação, principalmente para montar redes e códigos binários.

Das 25 vagas que serão abertas para o curso, 15 serão reservadas aos alunos do campus. Foto: Lucas Charnyai

Deixe uma mensagem

Seu e-mail não será publicado.