Notícias e informações relevantes para os moradores da região noroeste da cidade de São Paulo

Incêndio no Pico do Jaraguá pode ter sido causado por balão

Segundo bombeiros, características dos focos de incêndio sugerem ação humana

Incêndio no pico do Jaraguá, em São Paulo. Foto: Reprodução/TV Globo

Publicado às 9h10

Folha de SP

Um incêndio atingiu nesta segunda-feira (16), vários pontos do Pico do Jaraguá, na zona norte da capital paulista, próximo ao Rodoanel. De acordo com o Corpo de Bombeiros a queda de um balão pode ter causado o incêndio.

“Há evidência de ação humana nesse episódio, mas os focos do incêndio começaram em áreas de mata fechada, onde não há contato de pessoas. Por isso é mais provável que o fogo tenha começado após a queda de um balão, infelizmente ainda comum nesta época do ano”, disse o capitão dos bombeiros Marcos Palumbo.

Segundo ele, a corporação foi acionada por volta 5h30 para atender a ocorrência. Até as 19h30 equipes ainda tentavam controlar o fogo. Para Palumbo, o tempo seco contribuiu para que as chamas se espalhassem rapidamente.

Por ser um local de difícil acesso, o helicóptero Águia, da Polícia Militar também ajudou no combate às chamas. O fogo causou a morte de cobras, aves e pequenos mamíferos.

O Pico do Jaraguá é o ponto mais alto da capital, com 1.135 metros de altitude. Ao todo, o parque tem 492 hectares de área de conservação com alguns dos últimos remanescentes de mata atlântica da região metropolitana de SP.

Nesta segunda, a umidade relativa do ar na capital paulista chegou a 18%, de acordo com o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia). A cidade e toda a região próxima do litoral do estado estão em alerta para baixa umidade, com risco de incêndios florestais e à saúde.

De acordo com o capitão Palumbo, somente neste início de semana foram registradas pelos bombeiros 351 ocorrências de fogo em mata na região metropolitana. Para ele, é preciso que a população colabore para evitar as queimadas. “Com o ar muito seco, queimar lixo, jogar bitucas de cigarros ou soltar balões podem causar grandes tragédias”, explicou.

Segundo monitoramento do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), o estado de São Paulo já registrou 1.240 focos de incêndio somente neste ano, de janeiro a 15 de julho. Isso é mais que o dobro do que foi registrado no mesmo período do ano passado (613). No país, até agora, são 21.697 focos de incêndio, pouco mais do que o que foi registrado no mesmo intervalo em 2017: 20.839.

 

Deixe uma mensagem

Seu e-mail não será publicado.