Notícias e informações relevantes para os moradores da região noroeste da cidade de São Paulo

Jovem escritor de Pirituba lança livro na Biblioteca Brito Broca

Obra aborda a época da ditadura militar; lançamento contará com roda de debates

Victor Ruas Fabiano. Foto: Divulgação

Publicado às 8h

Por Cristina Braga

Victhor Fabiano, morador do Jardim Felicidade, em Pirituba, lançará no próximo dia 18 de agosto, às 14h, na Biblioteca Brito Broca, seu quarto livro intitulado “Bom dia, ditador” (Editora Letramento). Aos 21 anos, o jovem escritor explora na obra temas centrais da política brasileira atual, tendo como pano de fundo
um país fictício e personagens criados por ele.

Egresso de diversas instituições públicas da região, com destaque para as escolas estaduais Raul Antônio Fragoso, na Vila Pirituba, e Ermano Marchetti, na Chácara Inglesa, além da ETEC Professor Basilides de Godoy, na Vila Leopoldina, Victhor Fabiano é estudante do sétimo período de Ciências Sociais na
PUC-SP – pelo Programa Universidade para Todos (ProUni). Já no ano passado, o escritor foi homenageado com uma cadeira com seu nome na Academia Estudantil de Letras da EMEF Júlio de Oliveira, em Perus.

Apaixonado por literatura, começou a colocar as ideias no papel aos 14 anos, porque foi “provocado” pela professora que, ao ler seus textos solicitados em sala, indicou uma habilidade criativa para construir histórias e narrativas. “Ela me incentivou a continuar, dizendo que gostou do que havia lido”, relembra.

“Gosto de escrever porque a escrita expande minha percepção humana sobre a sociedade, seus costumes, organizações e problemas. Por meio dela, é possível criarmos um novo mundo para esta realidade que concordamos e discordamos”, completa Victhor Fabiano, que assina os livros “O Lavrador
e o Plebeu” (Multifoco, 2012), “O Epitáfio”(Penalux, 2013) e “Guerra da Minha Rua” (Multifoco, 2017).

Capa do livro “Bom dia, Ditador”

Em “Bom dia, ditador”, sua mais nova obra, o jovem autor revela sua preocupação política e social, principalmente em relação à educação, história e inserção na organização social, “também enquanto forma de ensinar e produzir literatura para garantir direitos, mudanças radicais e transformações
de tantas maldades e explorações institucionalizadas ao longo da história”.

No dia do lançamento, haverá roda de conversa com Carla Borges, mestre em Educação pela USP; Vinicius Belizário, professor e mestre em Ciências Humanas e Sociais pela UFABC; e Patrícia Rodrigues, socióloga e militante indigena. A biblioteca fica na Avenida Mutinga, 1.425, em Pirituba. A entrada é franca.

 

Deixe uma mensagem

Seu e-mail não será publicado.