Notícias e informações relevantes para os moradores da região noroeste da cidade de São Paulo

Livros aproximam crianças de prédios históricos e espaços públicos de SP

Obras 'Prédios de São Paulo para Crianças' e 'Casacadabra 2' querem que pequenos leitores compartilhem experiência com parentes e amigos e saiam às ruas para conhecer a capital paulista

Tatiana Engebrecht, Matteo Gavazzi (no centro da foto) e Daniel Almeida são os criadores do livro 'Prédios de São Paulo para Crianças'. Foto: Leo Martins/Estadão

Publicado às 9h50

Agência Estado

“Era uma vez uma cidade feita de prédios.” Em tom de fábula (ou caça ao tesouro), o livro Prédios de São Paulo para Crianças reconta parte da história de algumas das construções mais conhecidas da capital paulista, como o Teatro Municipal, o Edifício Martinelli e a Catedral da Sé. Tudo isso, com um guia particular: o cão Miro, da raça rastreador brasileiro.

livro infanto-juvenil foi lançado neste sábado, 11, no Centro Cultural Banco do Brasil, que é retratado na obra. Ele é idealizado por Matteo Gavazzi, responsável pelos três volumes da série Prédios de São Paulo, que divide a autoria com a jornalista Tatiana Engelbrecht. As ilustrações são de Daniel Almeida.

“A ideia é fazer com que crianças, juntamente com os pais, os parentes e os amigos, se apropriem da cidade, saibam que tem muita coisa bacana no centro”, explica Gavazzi. Para isso, o cão Miro lidera os leitores em dois roteiros pela região, que são pensados para serem percorridos a pé sem grandes esforços.
Cão Miro leva leitores
Cão Miro leva leitores ‘Prédios de São Paulo para Crianças’ a locais da cidade de São Paulo, como o Edifício Matarazzo (à direita) e o Edifício Altino Arantes. Foto: Daniel Almeida/Divulgação
Em livro, cachorro conta curiosidades sobre a cidade de São Paulo
Pelo caminho, Miro conta curiosidades, como a inauguração do Teatro Municipal ter possivelmente causado o primeiro congestionamento da cidade e, até, o período em que a editora de Monteiro Lobato funcionou no Palacete São Paulo.

“Você reparou que parece ter outra construção pousada no topo, com uma cor diferente? Sabe por quê? Para provar que o prédio era seguro e não iria desabar”, narra o cão sobre o Edifício Martinelli.

Segundo Gavazzi, o livro propõe um “passeio interativo” pela capital paulista. “A ideia é contar a história dos prédios, relatar curiosidades, segredos, e também incentivar o olhar. A arquitetura é o ponto de fundo do livro para entender uma história bacana.”

Para o autor, contudo, a aproximação das crianças com os prédios históricos da cidade é uma forma também de valorizar o patrimônio. “Conhecer esses prédios é uma viagem no tempo. A criança não conhece esse tipo de referência senão de filmes e coisas do tipo”, diz.

Livro
Livro ‘Prédios de São Paulo para Crianças’ está à venda no site da Gaps Editora por R$ 80. Foto: Divulgação/Gaps Editora

Deixe uma mensagem

Seu e-mail não será publicado.