Notícias e informações relevantes para os moradores da região noroeste da cidade de São Paulo

Mulheres querem mais respeito e segurança dentro dos trens da CPTM, diz pesquisa

Entre março e outubro, agentes de segurança encaminharam 87 casos de assédio sexual às delegacias de polícia

Pesquisa também mostrou as necessidades no trajeto diário das passageiras da CPTM. Foto: Felipe Rau/Estadão

Publicado às 10h30

Agência Estado

Uma pesquisa feita pela Companhia de Trens Metropolitanos (CPTM) com 1.897 mulheres apontou que 37,7 % das usuárias dos trens gostariam de mais respeito entre os passageiros e 32,2% querem mais segurança dentro dos vagões. Elas disseram também que gostariam de viagens mais rápidas, apontadas por meio das respostas “mais trens”.

Segundo a CPTM, entre março e outubro, os agentes de segurança encaminharam 87 casos de assédio sexual às delegacias de polícia. Deste total, 17 foram enquadrados pela nova lei de assédio que foi sancionada em 24 de setembro.

Nesta segunda-feira, 28, um homem de 31 anos foi conduzido à delegacia após a vítima relatar que foi assediada dentro de um trem da Linha 10-Turquesa. Em depoimento, a vítima contou que estava sentada e que o homem esfregou as partes íntimas no ombro dela. Ela disse que se levantou e mudou de lugar, mas o agressor a perseguiu.

Combate ao assédio

Em resposta ao item mais segurança dentro dos vagões, a CPTM informou que incluiu na pesquisa também uma pergunta sobre a campanha de combate ao abuso sexual nos transportes. Sobre o assunto, 83% das mulheres afirmaram conhecer a campanha e 80% sabem denunciar o abuso sexual. No final da entrevista, as usuárias receberam folhetos informando sobre os procedimentos para denunciar o assédio sexual.

Em relação a mais respeito entre os usuários, a CPTM lançou nova campanha de conscientização sobre cidadania. Estão sendo emitidas mensagens pelo sistema de som dos trens e estações. Peças da campanha incentivando os bons modos e respeito ao próximo foram divulgadas pelas redes sociais, site e outros canais da empresa.

A pesquisa também mostrou as necessidades no trajeto diário das passageiras da CPTM. Elas pediram por serviços que otimizem o seu dia a dia, como mais casas lotéricas, supermercados/feiras, perfumarias, drogarias e comércio para alimentação.

Segundo a Companhia, a pesquisa realizada em estações de grande movimento durante o mês de março, foi feita com mulheres por representar o maior número dos usuários do sistema.

Deixe uma mensagem

Seu e-mail não será publicado.