Notícias e informações relevantes para os moradores da região noroeste da cidade de São Paulo

Peça gratuita “Vem Buscar-me Que Ainda Sou Teu” estreia neste sábado

Espetáculo segue até 4 de agosto no Teatro João Caetano

Foto: Gabriela Rocha

Publicado às 18h

Com elenco de 8 atores e 3 músicos em cena, o espetáculo traz de volta o Melodrama e o Circo Teatro, tão presentes na dramaturgia de Carlos Alberto Soffredini, um dos expoentes do Teatro Moderno no Brasil. Soffredini sempre se lançou à experimentação e transpôs histórias populares para o teatro com características bem brasileiras e recursos circenses. Buscava não a representação realista das formas populares, mas a revelação do universo poético presente em seus conteúdos. Sempre buscou a genuína linguagem teatral brasileira em sua pesquisa sobre a Cultura Popular, o que resultou num espetáculo que se apoia no depoimento de circenses e nos valores tradicionais de uma família de circo.

Filha do autor, a diretora Renata Soffredini explicita através da “Nossa Linguagem” os diferentes níveis entre a realidade e a ficção que o texto propõe, estabelecendo diferentes planos de interpretação: “Na ‘Nossa Linguagem’, o ator na maior parte das vezes ‘contracena’ com o público, estabelecendo o que nós chamamos de ‘triângulo’, que é a base de qualquer tipo de apresentação popular’” explica.

Esse espetáculo é a síntese poética de pesquisa de seu pai em circo-teatro, cujo tema é a dificuldade de sobrevivência de uma família de circo, em meio às novidades da indústria cultural. Com as pesquisas no circo-teatro, a tradição do melodrama circense inspira a elaboração de uma linguagem baseada em elementos característicos de interpretação.  O primeiro impulso de Soffredini para pesquisar o circo teatro sai da indagação sobre qual seria a mais pura linguagem teatral brasileira. Nessa pesquisa, o autor encontrou uma tradição genuinamente popular, mas não pretendeu reproduzir a linguagem e sim refletir sobre o que encontrou. “Esse trabalho é uma reflexão, pois traz uma discussão sobre a cultura, as linhas rompidas com o teatro a partir das experiências estrangeiras e retoma o fio anterior, o teatro que ficou na periferia e que é nosso,” afirma a diretora. E completa: “Hoje assistimos uma nova transformação no cenário teatral, principalmente no que se refere ao teatro musical, resultado da produção de inúmeros espetáculos com formato e modos de produção importados da Broadway. Vem buscar-me que ainda sou teu é um musical inspirado no teatro de Revista, que é o gênero fundador do musical no Brasil. Nesse sentido, esperamos que esta montagem estimule a produção de muitos outros musicais genuinamente brasileiros levando ao conhecimento, principalmente do público jovem, que o Musical Brasileiro existe e tem seu valor artístico e sua importância cultural”.

Sinopse

A história se passa nos bastidores de uma companhia de circo-teatro em uma pequena cidade do Brasil. Ela é dirigida por Aleluia Simões/Mãezinha (Bete Dorgam), que luta bravamente pelo sustento de seus artistas e do seu negócio desde que herdou a lona dos seus pais. Ela é mãe de Campônio (Ian Soffredini), que está cego de paixão pela ambiciosa Amada Amanda (Yael Pecarovich), uma das integrantes do grupo. Um dia, a chegada da rica Cancionina Song (Laura La Padula) e a partida do sedutor Lologigo (Clovys Torres) incendeiam a inveja de Amada.

 

Serviço

Vem Buscar-me Que Ainda Sou Teu

Quando: sábados, às 21h, e domingos, às 19h. De 6 de julho a 4 de agosto
Quanto: grátis. Retirar ingressos com uma hora de antecedência
Onde: Teatro João Caetano. Rua Borges Lagoa, 650 – Vila Clementino

Deixe uma mensagem

Seu e-mail não será publicado.