Notícias e informações relevantes para os moradores da região noroeste da cidade de São Paulo

População lota postos de SP atrás da vacina contra a gripe

Secretaria Municipal de Saúde diz que não haverá reposição quando estoque acabar

Fila de vacinação contra gripe no UBS do Cambuci, em São Paulo. Foto: Rubens Folhapress/Folhapress

Publicado às 9h30

Jornal Agora

A procura por vacinas da gripe em São Paulo aumentou após o Ministério da Saúde ter liberado para toda a população as doses que restaram da campanha de vacinação do grupo prioritário. Desde segunda-feira (3), postos de saúde registraram filas intensas.

Nesta quarta-feira (5), a reportagem do Agora entrou em contato com com 34 Unidades Básicas de Saúde (UBS). A vacina já havia esgotado em sete delas e estava perto de acabar em outras três. Além disso, 14 UBS apresentavam “bastante gente e muita fila de espera”, segundo atendentes.

Na UBS do Cambuci (região central), por exemplo, pela manhã restavam 700 doses e a espera era de três horas. Já na UBS do Parque Arariba (zona sul), a espera era de ao menos duas horas.

“Eu tentei ir ao posto na segunda-feira mas a fila estava absurda, então achei melhor arriscar e ir em outro dia, durante o almoço. É melhor perder um tempo tomando a vacina do que gastar em remédio depois”, disse o comerciante Carlito dos Santos, 53 anos.

Um dos motivos que levam a população a enfrentar tamanhas filas é o preço da vacina da gripe na rede particular. Segundo Geraldo Barbosa, presidente da Associação Brasileira das Clínicas de Vacinas, o valor da dose pode variar de R$ 80 à R$ 100. Apesar disso, a reportagem conversou com duas clínicas da capital e o preço da dose vai de R$ 110 a R$ 250.

Para tomar a vacina em em um posto de saúde da capital é necessário apresentar a carteira de vacinação e o cartão do SUS.

Segunda a Secretaria Municipal de Saúde, sob gestão Bruno Covas (PSDB), a vacina só será oferecida para a população em geral enquanto durarem os estoques. Isso porque a campanha de vacinação, encerrada na última sexta-feira (31), era voltada apenas aos chamados grupos prioritários.

 

Deixe uma mensagem

Seu e-mail não será publicado.